Líder: o maestro do seu time.


Parábola do Marceneiro e as Ferramentas

Existe uma engraçada fábula que narra que em uma certa marcenaria, houve uma estranhíssima assembleia. Nessa reunião as ferramentas discutiam entre si, e se acusavam mutuamente, deixando evidenciar suas diferenças.

O senhor martelo, que exercia a presidência, abriu a sessão, mas foi, de imediato, pressionado pelos demais participantes à se renunciar, pois, segundo eles, o mesmo fazia demasiado barulho, e além do mais, passava o tempo todo dando golpes.

O presidente martelo até admitiu serem pertinentes aquelas acusações, mas só aceitaria abdicar-se do cargo se o seu secretário parafuso também fosse demitido, afinal, segundo ele, o dito cujo sempre dava muitas voltas para conseguir o que queria...

Diante daquela acusação, o parafuso também acatou a denúncia, mas fez questão de também incriminar e exigir a expulsão de uma outra componente da diretoria, a dona lixa, que conforme ele era muito áspera no tratamento com os demais, e que estava sempre provocando atritos.

A senhora lixa não reagiu àquela delação, mas também incriminou um outro componente da mesa e pediu que ele também fosse destituído do cargo, tratava-se do senhor metro, que estava sempre medindo os outros segundo as suas medidas, e como se fosse ele o único perfeito.

Por sua vez, o metro transferiu a sua injúria em ter sido desmascarado, acusando a um outro membro do conselho, o senhor serrote, a quem pediu a cassação de seu mandato por ser um velho usurpador das coisas alheias...

Naquele momento entrou na oficina o marceneiro trazendo uma madeira rústica em suas mãos, juntou todas aquelas ferramentas e iniciou o seu trabalho.

Durante o período em que ali esteve, utilizou o martelo, o serrote, a lixa, o metro e o parafuso... E como num passe de mágica, a tal rústica madeira se converteu em um belo móvel.

Quando o marceneiro foi embora, as ferramentas voltaram à discussão, mas o prumo adiantou-se a todos e disse:

- Senhores, todos nós temos os nossos defeitos, mas ficou claramente demonstrado aqui que o marceneiro trabalha é com as nossas qualidades... Portanto, em vez de pensarmos nas nossas fraquezas, devemos nos concentrar é na evidência dos nossos pontos fortes.

Então aquela assembleia entendeu (mesmo diante das divergências), que o martelo era forte, que o parafuso unia e fixava, que a lixa com as suas asperezas era especial para limpar e afinar, que o serrote era preciso e exato e que o metro era essencial para essa medida certa...

Sentiram-se então como uma equipe, como uma equipe útil e capaz de produzir com qualidade. E daí então, uma grande alegria tomou conta das ferramentas pela oportunidade que tinham em trabalhar juntas.

Um bom líder conhece as habilidades de cada membro de sua equipe e distribui as funções se baseando nesse conhecimento sem tem medo de delegar, ao mesmo tempo que acompanha o que está sendo executado. Assim, além de ganhar o respeito de sua equipe não sendo impositivo, pois sabe o que pedir e a quem pedir, possui mais tempo para fazer outros projetos importantes por não ter sobrecarregado a si mesmo com tarefas que pessoas qualificadas do seu time podem executar, como o marceneiro.

Não basta conquista a sabedoria: é preciso saber usá-la” Marco Túlio Cícero - 106 a 43 a.C


Aponte a câmera

e veja nossos contatos

© 2017 GFalcão

Consutoria em TI. Todos os direitos reservados.

Uberaba/MG - Brasil

  • LinkedIn Gilvan
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon