O Algodão Doce do "Seu João" - Uma história de renovação


Hoje tive uma aula de gestão de negócio e inovação com “Seu João”, o vendedor de Algodão Doce do parque que fica em frente de casa.

“Seu João”, com sua mão habilidosa até tempos atrás preparava seu algodão doce no formato que até então conhecia, que até então via percorrendo ruas, praças e escolas: branquinho, no palitinho, no máximo com máscaras e brindes para alegrar.

“Seu João”, comentou que os tempos mudaram, o cliente do algodão doce, começou a se interessar também pelos churros, que enquanto simples dividiam bem o espaço de vendas nas ruas, mas depois que surgiram com novos recheios, novas coberturas, a concorrência já o preocupou… mas, ainda sim, trocou os brindezinhos que oferecia e continuou forte confiando no produto que tinha…

Hummmm... mas aí o pipoqueiro amigo, que antes vendia pipoca salgada, e nem o atrapalhava, apareceu com a pipoca com bacon, a doce, a colorida, e até uma tal “pipoca gourmet”… e “Seu João”, ainda “no seu quadrado”, confiante no produto que tinha, produto que seu pai o ensinará fazer desde de pequeninho, pensou: mas o meu algodão doce, é o “algodão doce do Seu João”… todos me conhecem…

Os dias foram passando, outros produtos tão conservadores quanto o algodão doce do “Seu João”, foram se redesenhando, como o pirulito de caramelo, o sorvete, a salada de frutas, e esses foram gerando mais experiências, mais sensações, foram despertando o brilho dos olhos não só das crianças, mas também dos pais das crianças.

As pessoas continuavam cumprimentando “Seu João”, mas agora “experimentavam” novas sensações com os seus vizinhos de praça, de areia da praia, de porta de escola. “Seu João” é claro, chegou um dia, com contas a pagar e vendas mínimas entendeu que não adiantava mais continuar vendendo algodão doce, tinha que vender sim, “O ALGODÃO DOCE DO SEU JOÃO”…um produto que além de atender a expectativa inicial, ainda gerava emoção, sensações diferentes, e consequentemente a vontade de repetir… e isso que aconteceu!

“O ALGODÃO DOCE DO SEU JOÃO” ressurgiu, mesma receita, mesma premissa, mas com uma vontade enorme de se perpetuar na memória afetiva de cada um dos seus clientes, e para falar a verdade na memória fotográfica também… nunca tinha visto tantas selfs do seu produto antes (risos). As horas de testes, de acertos e erros, de estudos, começavam a gerar o tão esperado resultado.

E assim, “Seu João” entendeu, que por melhor, mais tradicional e conceituado que seja um produto, ele vive ciclos, e temos que entender sempre o começo, o meio, e o fim destes ciclos para renovar, para recriar, para transformar o ótimo, em um produto ainda melhor, ainda em mais perfeito para o nosso negócio, para o nosso cliente, para o nosso caixa e para nossas vidas!! Temos que estar alerta ao nosso entorno, e porque não, no lugar de seguir a boiada, sermos mais rápidos e fazer com que a boiada nos siga.

Sucesso pessoas… e que seu “negócio” conte com ciclos perfeitos, com redefinições de mercado, de inovações que o mantenha sempre no coração e memória dos atuais clientes e desperte para muitos e muitos outros novos.

“SEU JOÃO” foi o nome que carinhosamente dei ao senhorzinho querido chinês que trabalha no parque e em algumas feiras que frequento aqui em Chengdu … e como ele, outros estão criando moda, a cada novo passeio que faço, sinto que tem mais novidades, hoje com certeza são mais de 9 modelinhos para você escolher! “SEU JOÃO”, com certeza é gente que acredita, é gente que faz!

#algodão #doce #vendedor #habilidosa #formato #branquinho #palitinho #brancop #palito #brindes #churros #máscara #ParábolaRenovação #parábola #renovação #GFalcão #GilvanFalcão #pipoca #gourmet #ressurgir #tradicional #diferente #boiada #resultados

Aponte a câmera

e veja nossos contatos

© 2017 GFalcão

Consutoria em TI. Todos os direitos reservados.

Uberaba/MG - Brasil

  • LinkedIn Gilvan
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon